Periferia!

              A Semana de Ciências Sociais, organizada e desenvolvida pelo Curso de Bacharelado em Ciências Sociais da UFRPE, envolve professores, estudantes, técnicos-administrativos e Coordenação Didática num esforço coletivo e produtivo, exprime a necessidade de um trabalho permanente de organização e sistematização de nossa produção de ensino/pesquisa/extensão, de diálogos entre universidade e sociedade, de construções reflexivas sobre nossa prática, sobre nosso universo teórico e os desafios trazidos pelas dinâmicas sociais e as expectativas de compreensão e intervenção que a vida em sociedade exige e espera dos meios acadêmicos.
              A Semana de Ciências Sociais visa promover, incentivar e desenvolver conhecimentos nas áreas humanas e sociais, nesta Universidade e, conseqüentemente, diversificar suas linhas de pesquisa. Esta proposta concorre para a formação de profissionais em Ciências Sociais com maior qualificação, com a função de desenvolver conhecimentos em sintonia com a realidade local e nacional, propiciando novos olhares ao debate sócio-político contemporâneo.
               O evento se mostra como um espaço para a extensão universitária. Neste sentido é importante ressaltar que a proposta, tal como é desenhada, traz à luz o trabalho e o pensamento de docentes e discentes, mas também de pessoas que vêm produzindo fora do meio acadêmico, como gestores de organizações não governamentais, artistas e outros.

                Nesta terceira edição, a temática central Periferias permite olhar para as configurações sociais, suas mutações e mudanças ao longo da historia, em que as desigualdades podem ser entendidas como um traço permanente. Viver em sociedade, organizar-se em sociedades, inserir-se em configurações como grupos, Estados, nações, religiões, culturas, instituições são dinâmicas da existência humana que mostram nossas diferenças, nossas diversidades e possibilidades. Mostram nossa capacidade de aproximar os parecidos e afastar os diferentes. A capacidade do ser humano de qualificar, adotar critérios e valores, diferenciar e desigualar para se reconhecer. O que são as periferias nos contextos sociais e políticos conhecidos? Quem é periferia de quem? O que é ser periferia? O que é periferia num mundo globalizado, informatizado, informacional?
              Esta discussão tem como propósito central dar continuidade aos debates iniciados na primeira edição, ocorrida em 2009, cujo tema apontou para a importância da troca de saberes e experiências entre a academia, seus pares e outros atores sociais, e continuados em 2010, na segunda edição do evento. Periferias nos leva mais adiante na busca de interpretações da vida em coletividade e contribuições para o enfrentamento de problemas sociais.

 

Clique aqui para ver a programação. 


GRUPOS DE TRABALHO

GT 1 –
MOVIMENTOS SOCIAIS E PÓS-COLONIALISMO
Data da Apresentação: 07/06/2011
Coordenador: Prof. Dr. Fábio Bezerra de Andrade/UFRPE

Ementa: a proposta do GT é discutir a contribuição dos estudos pós-coloniais para o entendimento dos movimentos sociais, no contexto de sociedades coloniais. Ou seja, trata-se de sociedades que se desenvolveram em condições de subalternidade em relação ao processo de expansão da modernidade ocidental. A percepção de que a modernidade ocidental, no contexto dessas sociedades, implicou na desvalorização do corpo do dominado, da cor da pele e de grupos indígenas, bem como da deslegitimação de suas culturas e saberes, vêm sendo discutido a partir da perspectiva dos estudos pós-coloniais ou do pós-colonialismo, seja no que diz respeito às múltiplas formas de opressão e discriminação simbólica em relação a segmentos sociais colonizados, seja no que diz respeito ao fazer político, do cotidiano e das instituições. Assim, a ênfase do GT recai sobre estudos teóricos e/ou empíricos que privilegiem a releitura de grupos, de comunidades e de culturas historicamente subalternas.

GT2 – CIÊNCIAS SOCIAIS, MEIO AMBIENTE E CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS
Data da Apresentação: 07/06/2011
Coordenador: Prof. Dr. Tarcísio Augusto Alves da Silva/UFRPE

Ementa: No último século o meio ambiente recebeu status de preocupação generalizada por diversos segmentos sociais do campo e da cidade. Nas ciências sociais, sobretudo, a produção de conhecimento sobre o tema tem se destacado pelo crescente número de publicações e investigações que procuram captar as múltiplas dinâmicas desse processo. O interesse do presente grupo de trabalho é discutir investigações que privilegiem a problematização que as ciências sociais têm realizado sobre um dos aspectos da crise socioambiental: a relação entre meio ambiente e conflitos socioambientais.

GT 3 – AS NOVAS CONFIGURAÇÕES DO GÊNERO, RELIGIÃO E IDENTIDADE NA SOCIEDADE BRASILEIRA
Data da Apresentação: 08/06/2011
Coordenadoras: Profa. Dra. Maria Auxiliadora G. da Silva/UFRPE, Profa. Dra. Maria Grazia Cribari Cardoso/UFRPE e Profa. Dra. Rosa Maria de Aquino/UFRPE

Ementa: O GT discutirá os desafios das novas configurações assumidas pelo gênero, religião e identidade tanto no espaço privado quanto no espaço público. Considera-se que os novos significados atribuídos a estes temas são desdobramentos de vários fatores. De um lado, as transformações nas relações na entre homes e mulheres  e a relativa pulverização de políticas públicas para além do Estado, entre outros, levam a estudos sobre as inflexões de gênero das novas atividades profissionais, sobre os limites da mobilidade social e do próprio empreendedorismo capitalista.
De outro lado, enfatiza-se a dinâmica mais recente dos movimentos religiosos e identitários, que nas últimas décadas ampliaram os interesses de suas pautas de reivindicações, a partir do cruzamento com outros marcadores sociais além do gênero, como raça/etnicidade, faixa etária, classe social, orientação sexual e origem nacional. Isto se desdobra numa nova configuração das relações de poder  na sociedade e em formas de atuação pública e privada, que o GT também pretende discutir.
Pela riqueza dos debates envolvidos, este GT assume uma perspectiva interdisciplinar, já que as contribuições de distintos campos de conhecimento são consideradas produtivas na busca de um objetivo comum: alcançar maior profundidade e entendimento sobre o fenômeno do gênero, religião e identidade na contemporaneidade.

GT 4 – A SOBERANIA DO ESTADO E A GUERRA AO TERROR: UMA DISCUSSÃO SOBRE AUTONOMIA, LIBERDADE E IMPERIALISMO
Data da Apresentação: 08/06/2011
Coordenadora: Profa. Ms. Alessandra Uchôa Sisnando/UFRPE

Ementa:
Promover um debate sobre a problemática contemporânea da Guerra ao Terror e do fim dos governos ditatoriais, como justificativa para invasão e dominação de Estados não Democráticos em nome da liberdade e da Democracia. Nosso principal intuito é esclarecer as múltiplas faces dessa discussão atual que pressupõe questões de soberania, liberdade, respeito pala diversidade cultural e histórica de um povo, assim como também, uma análise do papel do liberalismo econômico nas invasões imperialistas e, a função que o terror ocupa no contexto atual.

GT 5 – MÍDIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE DE PODERES
Data da Apresentação: 09/06/2011
Coordenadora: Profa. Dra. Giuseppa Maria Daniel Spenillo/UFRPE

Ementa: Problematizar condições, possibilidades, modelos de comunicação à luz dos suportes teóricos das Ciências Sociais em contribuição ao enfrentamento de práticas sociais cada vez mais complexas, intensas e carentes de compreensão e qualificação, tais como: dinâmicas sociais de comunicação e informação/ocupação, visibilidades, interação, num mundo que encolhe/estende cotidianamente, dadas as manifestações de circulação de dados, imagens, sons.

GT 6 – TEORIA, PESQUISA E VALORES
Data da Apresentação: 09/06/2011
Coordenadora: Profa. Dra. Márcia Karina da Silva/UFRPE

Ementa: Neste grupo de trabalho privilegiaremos as discussões sobre as teorias produzidas na sociologia. Teóricos e teorias mais representativas do pensamento sociológico. De que maneira e sob quais circunstancias esses teóricos produziram suas reflexões e construíram seus objetos de estudos. Nesse sentido, procuraremos entender o escopo que estas tomaram em seu desenvolvimento.

Clique aqui para visualizar as Regras para Envio de Trabalhos

 

  • ENVIO DE TRABALHOS

- Os RESUMOS DOS TRABALHOS deverão ser encaminhados por e-mail para o coordenador do GT pretendido até o dia 27/05/2011. A análise e o aceite serão realizados pelo coordenador do GT e avisados aos autores por e-mail até 31/05/2011.

  • APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS

- As apresentações serão realizadas em salas de aula do CEGOE e DLCH, no dia respectivo a cada Grupo de Trabalho, no horário das 16h às 18h.
– Para apresentação dos trabalhos aceitos o(s) autor(es) deverá(ão) estar regularmente inscritos no evento.

  • INSCRIÇAO E PAGAMENTO

- As inscrições podem ser realizadas antecipadamente pelo site, ou na Coordenação do Curso de Bacharelado em Ciências Sociais e CEGOE.
– Nas incrições realizadas pelo site o pagamento devera ser realizado na coordenação do curso de Bacharelado em Ciências Sociais ou no dia de cadastramento do evento.
– Os interessados em participar apenas como ouvinte (Mesas de Debate e Grupos de Trabalho), sem direito a material do evento e certificado, não precisam realizar inscrição. Basta comparecer às atividades e participar.

 

 3320.6454

Sexta, dia 10 de Junho às 16hrs. Na sala de audiovisual do CEGOE.

É um documentário longa-metragem do pernambucano Gabriel Mascaro, que traz diálogos com moradores de luxuosas coberturas de Recife, Rio de Janeiro e São Paulo e foi baseado em um curioso livro que mapeia a elite e pessoas influentes da sociedade brasileira.

O documentário traz um rico debate sobre desejo, altura, status e poder. É um filme que reflete sobre a classe dominante e a verticalização das cidades deste país, abordando o imaginário sócio-cultural de um grupo social pouco problematizado na cinematografia nacional.